TLAXCALA تلاكسكالا Τλαξκάλα Тлакскала la red internacional de traductores por la diversidad lingüística le réseau international des traducteurs pour la diversité linguistique the international network of translators for linguistic diversity الشبكة العالمية للمترجمين من اجل التنويع اللغوي das internationale Übersetzernetzwerk für sprachliche Vielfalt a rede internacional de tradutores pela diversidade linguística la rete internazionale di traduttori per la diversità linguistica la xarxa internacional dels traductors per a la diversitat lingüística översättarnas internationella nätverk för språklig mångfald شبکه بین المللی مترجمین خواهان حفظ تنوع گویش το διεθνής δίκτυο των μεταφραστών για τη γλωσσική ποικιλία международная сеть переводчиков языкового разнообразия Aẓeḍḍa n yemsuqqlen i lmend n uṭṭuqqet n yilsawen dilsel çeşitlilik için uluslararası çevirmen ağı

 19/01/2021 Tlaxcala, the international network of translators for linguistic diversity Tlaxcala's Manifesto  
English  
 Alexandro Auler 
Author /   Alexandro Auler
Alexandro Auler
Biographies available: Português/Galego  Français  Deutsch  English  Español 

 


Alexandro Auler

 

Alexandro Auler é um fotógrafo brasileiro nascido em Alegrete, no Rio Grande do Sul, no coração do pampa gaúcho, entre as fronteiras do Brasil, do Uruguai e da Argentina. Ele se interessou pelo jornalismo aos 13 anos de idade, quando passou uma tarde no Jornal do Brasil, no cais do porto do Rio de Janeiro, para conhecer o trabalho de um tio que era repórter. Suas primeiras fotos foram publicadas em 1995.

De 2001 a 2010 viveu na cidade do Recife, em Pernambuco, trabalhando como fotojornalista da equipe do Jornal do Commercio. Durante esse período, Alexandro Auler publicou a série de fotografias “Bandidolândia”, sobre uma rebelião de prisioneiros no presídio Aníbal Bruno, finalista da Seleção Oficial do prêmio "Nuevo Periodismo" promovido pela Fundação Gabriel Garcia Marques.

Depois de cobrir o resgate dos corpos das vítimas do acidente com o vôo 447 da Air France, no arquipélago de Fernando de Noronha, no Nordeste do Brasil, ele passou a trabalhar como stringer para a Getty Images Latin America. Participou, então, da cobertura da final da Copa Libertadores da América na cidade de Porto Alegre; do Desafio das Américas, em 2012, no estádio "La Bombonera", em Buenos Aires; do desfile das escolas de samba na Marquês de Sapucaí de 2011 a 2014; e do festival "Rock in Rio 2011", entre outras coberturas. De 2011 a 2015, trabalhou como freelancer para os jornais Lance e EXTRA, no Rio de Janeiro.

Nos anos de 2014 e 2015 passou duas temporadas na Itália, quando fotografou protestos promovidos por movimentos sociais italianos contra o Job Act, a reforma do trabalho do  governo Renzi, nas cidades de Roma, Milão, Nápoles e Bolonha. No ano de 2014 foi para a Ucrânia, onde fotografou o conflito entre os rebeldes pró Rússia e o exército ucraniano, nas cidades de Donetsk, Slaviansk e Kramatorsk. 

Depois, viajou durante três meses para a Turquia, Síria e Iraque, onde cobriu a resistência de combatentes curdos contra o Estado Islâmico, em 2015. No ano seguinte, de volta ao Brasil, Alexandro Auler é, atualmente, um fotógrafo freelance representado pela agência Redux Pictures, de Nova Iorque. Desenvolve trabalhos na área de fotografia documental e vídeo com a DSLR, além de proporcionar workshops de fotografia documental e móvel.  

 
 




URL: https://www.alexandroauler.com.br/

URL of this page : http://www.tlaxcala-int.org/biographie.asp?ref_aut=7525&lg_pp=pt


 All Tlaxcala pages are protected under Copyleft.